É preciso continuar

É preciso continuar.
E para isso é necessário semear as flores que trarão beleza, frescor e alegrias aos nossos dias.
É preciso continuar.
E para nisso é necessário que o Sol brilhe forte e revigore nossas energias e que a chuva faça germinar os frutos e os sonhos que foram plantados em nossa alma.
É preciso continuar.
E para isso é necessário que as folhas caiam e o sol se afaste gradativamente, levando consigo um pouco de sua força vital, seu calor e sua energia.
É preciso continuar.
E para isso é necessário se planejar para os dias frios e sombrios entendendo que a brisa que começará a soprar ainda no outono da vida, será tão ou mais fria quanto a fresta que for deixada aberta para que ela se instale.
O céu será tão ou mais cinza quanto a nossa capacidade de enxergar novas nuances e tonalidades.
O inverno será tão ou mais triste quanto a nossa capacidade de encontrar novos sabores, cheiros e sensações que preencherão nossos dias.
É preciso continuar porque para morrer é preciso ter vivido. E para ter vivido é necessário ter nascido, num ciclo eterno de renovação em que é preciso continuar.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer participar da discussão?
Fique a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *